A equipe do programa Phoenix

O Phoenix foi formalizado pela Portaria CRE 087/2011 , de 01 de abril de 2012. Os trabalhos de estudos e prospecções tecnológicas foram coordenados pela Receita Estadual e desenvolvidos por cinco auditores fiscais e uma analista de sistemas da Celepar. Auditores: Glauco Oscar Ferraro Pires, Márcio Tadeu de Miranda, Marcos Antonio Valaski, Agnaldo Hermínio de Carvalho Dias e Marlon Jorge Liebel. Analista de Sistemas da Celepar: Luciana Jozima Kyono.

Na medida em que as Soluções Analíticas (DW e BI) foram sendo implementadas, dezenas de outros colegas auditores fiscais também passaram a contribuir nos trabalhos e ajudar a construir o Fisco do Futuro. O Phoenix foi concebido para ser um processo democrático que parte do princípio de que a construção tem de ser coletiva, a partir do esforço e intelecto de todos os auditores fiscais.

Ao longo do processo de implementação do ambiente analítico da Receita Estadual, aos poucos foi sendo sedimentada uma equipe dedicada de auditores fiscais com alto conhecimento técnico e experiência. Essa equipe dedicada é responsável pelas diversas atividades inerentes ao desafio de criar e manter um ambiente de analise de dados complexo e eficiente, desde o mapeamento e carga de dados no DW Teradata até a sua disponibilização para a ferramenta de BI MicroStrategy, passando também pelo apoio e capacitação dos demais auditores.

A criação dessa equipe tem sido um sucesso absoluto em alavancar a análise de dados em nossa organização e, agora, essa equipe está solidificada formalmente como uma nova assessoria na estrutura da administração central da Receita Estadual, dedicada ao ambiente analítico, a Assessoria e Gerência do Ambiente Analítico - REPR/AGAA, composta pelos auditores fiscais David Saraiva Farias Fernandes, Felipe Vaz dos Reis, Rafael Gessele e Glauco Oscar Ferraro Pires. Clique AQUI  para conhecer um pouco da AGAA.

CONSELHO GESTOR

Em 18 de maio de 2012, pouco mais de um ano após o início dos estudos de implementação do Phoenix, foi publicada a Resolução SEFA 37/2012 , criando o Conselho Gestor de Soluções Analíticas no âmbito da Receita Estadual. Esse Conselho Gestor foi responsável pela estratégia de implementação e manutenção de Soluções Analíticas na Receita Estadual e, da forma como foi composto, permitiu a democratização desse processo na medida em que vários auditores fiscais puderam contribuir como integrantes de Grupos de Trabalho e como membros do Comitê Executivo. Clique aqui e conheça a estrutura do Conselho Gestor de Soluções Analíticas. O Conselho Gestor teve funcionamento até junho de 2016.